Cultura POP invade o Carnaval

No último sábado (14), aconteceu a NO-NAME-CON. O evento foi realizado na “Enfarta Madalena”, que fica na Rua Fidalga, 46 – Vila Madalena. O evento teve várias atrações, entre elas: LARP; jogos de tabuleiro; venda de itens como livros de RPG, HQs e de camisetas personalizadas; Swordplay; entre outras.

Segundo a organização,  a ideia era unificar os grupos do segmento conhecido como “geek” ou “nerd” num espaço democrático onde as pessoas pudessem jogar, brincar e se divertir mais vezes, pois não tem muitos eventos assim aqui em São Paulo.

Com a palavra, os visitantes

Diego Stoian e Gustavo Guimarães experimentaram várias atrações durante o NO-NAME-CON: o Arenadefinido por eles como uma versão bem mais legal de League of Legends e de Dota; e Coup, um jogo de cartas no qual o blefe era a principal arma dos jogadores. Quem melhor combinasse a habilidade das cartas e momentos de mentir ganharia a partida.

Stoian e Guimarães também participaram do LARP Noites Sombrias. Na trama, seres sobrenaturais deram um choque de realidade nos humanos ao apresentá-los a um mundo onde tudo poderia acontecer e geralmente acontecia.

Explicando a trama do LARP
Explicando a trama do LARP

Swordplay com o grupo Darastrix

De acordo com Guilherme “Akuma” Ferreira, “Swordplay é nada mais que uma simulação de combate medieval utilizando armas emborrachadas. A gente tenta recriar um pouco como eram as batalhas antigas, utilizando equipamentos de segurança”.

Ainda segundo Ferreira, “O Darastrix é um grupo de Swordplay que surgiu há dois anos e meio. Treinamos no Parque Villa Lobos das 14h às 18h nos 1º e 3º domingos do mês e, algumas vezes, nos 2º e 4º domingos. Nós viemos para dar oportunidades para as pessoas para lutar Swordplay e fazer um workshop para ensinar como fazer as armas emborrachadas que a gente utiliza para treinar e lutar”.

Produtos

Segundo o expositor Anderson Gomes, a Toca Game e a Megacorp eram as responsáveis pela área de jogos de tabuleiro e também de RPG. Ao ser questionado sobre os produtos na mesa do estande dele, Gomes disse: “Esse material é relacionado a tudo que a gente está mestrando e apresentando em jogos de tabuleiro. Nós temos livros de RPG, livros de contos baseados em cenários de RPG, jogos de tabuleiro, expansões e coisas do tipo.

A Editora Novatec mandou Magali Cescon para o evento. Em entrevista para o “Fantasia em Jogo”,  ela falou sobre os produtos que da editora: “São livros de tecnologia mais voltados ao mangá. São livros de tecnologia em geral, negócios e marketing. (…) São traduções nossas diretas do japonês, não passa por nenhum outro idioma. Então, a gente está tentando promover esses livros”.

A Cloud Geek Brasil também mandou produtos e quem falou foi Diogo Oliveira: “São camisetas personalizadas do mundo nerd, geek, trabalhadas com malha 100% algodão e desenhos feitos com Silk Screen”.

Cancelamento

Inicialmente previsto para ocorrer dos dias 14 ao 17, o evento foi cancelado ao término do primeiro dia. Segundo a organização do NO-NAME-CON, o número de visitantes não teria atingido as expectativas dos responsáveis pelo espaço onde aconteceu o evento, o que teria ocasionado seu cancelamento. O “Fantasia em Jogo” tentou entrar em contato com os responsáveis pelo lugar onde ocorreu a NO-NAME-CON, mas nenhuma resposta havia sido dada até o fechamento desta matéria.

Nota do blog: houve um sorteio para ver qual seria foto de capa da matéria. Como ninguém tirou o papel premiado, a foto escolhida foi a dos últimos participantes do sorteio: Diego Stoian e Gustavo Guimarães. Vejam também a galeria de fotos do evento.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *