O que é “ONFF”?

O “Fantasia em Jogo” já falou sobre esse assunto antes, mas não custa relembrar. “ONFF” é quando a pessoa usa, durante um jogo, uma informação que o personagem não tem. Por exemplo, duas pessoas estão jogando e os personagens estão bolando planos. Um jogador que não faz parte da cena passa perto e, por acaso, ouve o que está sendo conversado.

O jogador sabe os tais planos, mas o personagem dele não. Ou seja, seria trapaça ele usar essa informação durante o jogo. Alguns jogadores chamam essa prática de “bad game”. Porém, é possível que o conceito de “ONFF” vá muito além disso.

Com a palavra, o jogador Ivan Barbieri

Jogador interpretando um vampiro durante uma sessão de Live Action.
Ivan Barbieri interpretando o vampiro Magnus – Imagem: Ópera das Vaidades

Segundo ele, se “ONFF” for definido como usar num jogo informações que estão fora dele, então o “ONFF” acontece o tempo todo: “Se isto for a linha, acredito que não há RPG sem isso. RPG é um jogo de contar histórias (…). Logo, entender o cenário (…) e agir como um personagem dentro dele para que a história se torne cada vez mais interessante (…) é a missão do jogador”.

Também de acordo com Barbieri, pessoas que são amigas fora do jogo e se tornam amigas dentro dele são exemplos de “ONFF”, pois seria muito mais fácil para a maioria das pessoas interagir com quem elas já conhecem do que com alguém totalmente estranho.

O “ONFF natural” e o “ONFF bad game”

Barbieri acrescenta que a composição do personagem (vestimenta, vocabulário, caráter etc.) é feita de coisas que o jogador viu, ouviu, leu e/ou viveu: “…o personagem que se monta no RPG é interpretado por um jogador que possui informações externas. Nós não vivemos dentro do jogo e sim fora dele. Nossa realidade interfere constantemente na realidade criada”. Ainda segundo ele, o “ONFF” é inevitável, mas os participantes de uma crônica devem impedir que o “ONFF” se torne um “bad game”.

“Bad game” tem muitas semelhanças com “metagaming“, mas esses conceitos são diferentes. 

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *