COMO MUDAR SEU PERSONAGEM DURANTE A CAMPANHA (PARTE 1)

Atualizado em 09/06/2015

Este texto não fala em “mudar de personagem” (ou seja, trocar de personagem). Fala em “mudar seu personagem”, modificá-lo ao longo da aventura. Seja por necessidade, por circunstâncias ou simplesmente por querer, pessoas mudam ao longo do tempo. O mesmo se aplica a personagens, seja numa campanha de Live Action, RPG, MMORPG ou em algum outro jogo que tenha interpretação.

Durante as sessões, o jogador pode sentir que o personagem deve mudar de conduta. Entretanto, nem sempre ele sabe o que deve modificar e como passar isso para o roleplay. Pedir ajuda a narradores e a outros jogadores funciona. Buscar inspiração também pode ajudar:

– Anakin Skywalker / Darth Vader. No começo, sonhava ser um herói. Depois, abraçou os poderes do lado sombrio (fazendo coisas horríveis como matar crianças) e tornou-se Darth Vader para impedir a morte daqueles que amava. E então, voltou ao caminho da luz para salvar o filho dele, Luke, de ser morto pelo Imperador. 

– Vegeta. Um guerreiro sanguinário que, ao longo da história de Dragon Ball Z, foi se tornando uma pessoa boa. A convivência com Bulma, a influência dos Trunks (o do futuro e o do presente) e a descoberta do que tornava Goku tão forte contribuíram para essa transição, que foi bem longa.

Fotos de Vegeta: em uma, ele aterroriza pessoas indefesas. Em outra, ele abraça o filho.
Crédito: Screenshot / YouTube. Vegeta matava sem remorso, mas se tornou alguém que se preocupava com os outros. Quem poderia imaginar isso?

Os casos acima citam extremos, mas as mudanças às quais este texto se refere vão além da dicotomia “Herói-Vilão”. Seu personagem pode ter fracassado numa missão e precisa modificar a maneira de agir; um evento muito impactante o deixou marcado; o personagem simplesmente ficou aborrecido com a rotina; enfim, várias razões podem justificar uma mudança.

Pode ser que o jogador busque vários motivos para o personagem mudar, não encontre nenhum e fique aborrecido por causa disso. Nesse caso, o personagem já conseguiu tudo o que queria ou o jogador já se cansou dele. Sendo assim, o melhor é abandoná-lo e criar um novo.

Os motivos que levam o personagem a mudar são tão importantes quanto a mudança em si. Não importa se a mudança é grande ou pequena. Se ela fizer sentido em relação ao personagem e à situação na qual ele(a) vive, está tudo bem. Veja a segunda parte deste texto.




One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *