19 acertos de Narradores/Organizadores de LARP

Organizar e narrar uma sessão de Live Action é uma tarefa árdua. Há muitas coisas para pensar e decidir. Em alguns casos, o menor detalhe pode causar muitos problemas. É fácil notar os erros, mas os acertos nem sempre são perceptíveis.

1 – Arranjar um bom local para a sessão, ou seja, um lugar espaçoso e acessível para a maioria dos jogadores. Pode até não parecer, mas os organizadores costumam ralar para arranjar lugares assim.

2 – Pontualidade. Sessões que atrasam muito desanimam os jogadores.

3 – Vestir figurinos que combinem com os NPCs.

4 – Interpretar bem vários NPCs diferentes. Em alguns momentos, a história exige que o narrador tenha “múltiplas personalidades”. Um narrador que consiga fazer isso costuma deixar os jogadores estupefatos.

Personagens de Live-Action
Interpretar vários personagens é uma arte.

5 – Ficar atento ao fluxo de ações, principalmente em cenas com muitos personagens.

6 – Fazer uma decoração que ajude os jogadores a entrarem no clima do LARP.

7 – Usar talentos dos jogadores como parte da sessão. Por exemplo: um jogador é pianista (na vida real) e o personagem dele faz uma apresentação para os demais.

8 – Aplicar critérios bem claros para distribuição de XP (caso haja XP).

9 – Interromper a sessão quando for necessário. Por exemplo: os jogadores estão fazendo muito barulho e os vizinhos estão reclamando.

10 – Deixar bem claras as regras das sessões, tanto as que são dentro de jogo (sistema, se houver) quanto as fora de jogo (por exemplo, um jogador não pode agredir o outro).

11 – Delimitar áreas “ON”, onde o jogador pode ser apenas o personagem; e “OFF”, onde o jogador pode sair do personagem, descansar um pouco e voltar para a sessão.

12 – Fazer o NPC ser o centro das atenções apenas quando necessário.

13 – Explorar ao máximo o âmago dos personagens. Uma fraqueza, um objetivo, uma habilidade, tudo pode ser um gatilho para situações bem interessantes.

14 – Fazer os jogadores sentirem a emoção da cena. Por exemplo, se um personagem está numa luta de vida ou morte, o jogador precisa sentir a tensão pela qual o personagem está passando.

15 – Sentir prazer com o que faz. Um narrador infeliz é o caminho mais rápido para tornar os jogadores infelizes.

16 – Dar um jeito de jogadores entediados entrarem na trama ou criar uma situação para deixá-los mais ativos.

17 – Checar cuidadosamente a reação dos jogadores principalmente nos momentos de alta carga emocional. Algumas cenas numa sessão de LARP podem ser bem desconfortáveis.

18 – Chamar alguém para registrar a sessão, seja tirando fotos e/ou filmando.

19 – Cobrar entradas a preços acessíveis. Se possível, não cobrar entradas.

Nota do blog: o post “19 acertos” também está na versão para RPG.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *